Compartilhe:

O tratamento de canal é um dos tratamentos odontológicos mais frequentes feitos por dentistas no mundo todo. Muitos pacientes temem esse tratamento, afinal ele possui a fama de ser doloroso e bem invasivo. Porém, a Odontologia avançou muito durante os anos e o tratamento de canal é bem mais confortável ao paciente do que era há anos atrás.

Neste texto vamos explicar os principais pontos sobre o tratamento de canal. Assim você poderá ver que algumas informações não passam de mito e que o tratamento avançou muito. Com isso, é possível ter mais segurança no procedimento, caso ele seja necessário para você.

Continue a leitura e veja as principais informações sobre o tratamento de canal.

O que é?

O tratamento de canal, ou tratamento endodôntico, é indicado para pacientes que estão com uma cárie em processo avançado. Também é recomendado quando ocorre um traumatismo dentário, para recuperar a anatomia do dente. Neste tratamento, é retirada a polpa do dente, que são vasos sanguíneos e nervos, que ficam na parte interna do dente. O ortodontista deve fazer a limpeza do tecido infectado e depois realizar um preenchimento para que o dente tenha sua saúde reestabelecida.

O tratamento de canal foi revolucionário, pois há muitos anos quando a polpa do dente estava danificada era preciso fazer a extração do dente. Com o avanço da endodontia, que é a especialidade que trata o canal, a retirada de dentes é feita apenas em último caso.

Como ele é feito?

O procedimento para o tratamento de canal costuma demorar algumas horas, tudo depende da gravidade do caso. Porém, ele é feito em apenas 3 passos, que podem ou não, ser na mesma consulta. Veja todos abaixo:

  • Primeiro passo

A primeira coisa que o dentista precisa fazer é a remoção da polpa danificada. É aplicada uma anestesia local para que o paciente não sinta dor e com auxílio de uma broca o dentista faz uma abertura na coroa do dente. Com isso ele tem acesso necessário para retirada da polpa.

  • Segundo passo

A polpa do dente é um tipo de tecido, sendo assim, ela é irrigada por alguns vasos sanguíneos e nervos. Por isso, é preciso fazer a remoção deste tecido, desinfetando e aplicando o material obturador do espaço que ficou na parte interna do dente. Deste moto, o local fica limpo e apto para a terceira etapa do tratamento. Esta etapa pode ser executada de forma manual ou com motores próprios que facilitam o processo.

  • Terceiro passo

Por último, o dentista precisa reconstruir o dente fechando a coroa. É utilizada uma resina que preenche todo o espaço da polpa que foi retirada. O material possui um tom que se assemelha com a cor dos dentes, trazendo mais naturalidade.

Por que o tratamento de canal é temido pelos pacientes?

O tratamento de canal é muito temido pela sua fama de ser muito doloroso. Isso é comum, principalmente, em pessoas mais velhas que já passaram ou escutaram alguém dizendo que o tratamento de canal é desconfortável. Hoje em dia, existem equipamentos mais modernos que auxiliam o dentista para realizar um procedimento mais seguro. Além disso, são aplicadas anestesias mais eficazes para que o paciente não sinta dor durante o tratamento.

Quer ficar por dentro das melhores dicas de saúde bucal? Siga a Clínica Rodrigo Almada nas redes sociais e veja todas as atualizações do nosso blog.

Compartilhe: